El juego de las llaves

Nesse friozinho vai uma série aí para esquentar um pouco? Ou muito? A dica de hoje é a série mexicana El Juego de las Llaves, estrelada pela queridíssima Maite Perroni (nossa eterna Lupita de Rebelde).

Além de Maite também estreiam Humberto Busto, Sebastián Zurita, Marimar Vega, Hugo Catalán, Fabiola Campomanes, Ela Velden e Horácio Pancheri.

Na série Adriana (personagem de Maite) vive um casamento feliz, mas sente que falta momentos de maior emoção com o seu marido. Reencontrar uma antiga paixão de escola muda a vida desses 4 casais, Sérgio (Zurita).

Em um jantar Siena (Velden) resolve apimentar as coisas propondo um jogo das chaves. No jogo os homens colocam suas chaves em um vaso e as mulheres pegam uma aleatória ou ao contrário. A pessoa que sair será seu par pela noite de aventuras.

A série passa longe de ser apenas cenas calientes. Tem uma boa pitada de humor, questionamentos sobre a vida dos personagens e também sobre a nossa sociedade atual por que não? Vale a pena assistir!

Série Jogo por jogo

Vai um atleta super gostoso aí? Jaci Burton nos deu 13! Uma das minhas séries favoritas! Tem de tudo nessa série maravilhosa. Jogador de futebol americano, beisebol, hóquei, piloto, ufa! Para todos os gostos!

Um por um cada homem bem construído foi conquistando nossos corações. Não lembro exatamente quando li o primeiro, mas já tem alguns anos e posso afirmar que todos são uma delicia de ler. Vou colocar a sinopse dos primeiros 3 apenas por serem muitos.

Livros 1: Mick Riley é uma super estrela do futebol, tanto no campo como no quarto. Mas uma sexy, mãe determinada, poderia ser a única a jogá-lo fora de seu jogo…
Por anos Mick tem aproveitado ao máximo a vida à disposição de um atleta profissional: fama, fortuna, e uma garota diferente em cada cidade. Mas quando no belo evento planejado por Tara Lincoln, conhece intimamente sua cama, ele quer muito mais do que uma noite típica. Pena que Tara não está interessada em conhecer melhor o notório playboy do futebol. Como mãe solteira de um filho adolescente, a última coisa que Tara precisa é do estilo de vida jet-set de Mick Riley; embora sua única noite fumegante e apaixonada foi inesquecível. A vida de Tara é complicada o suficiente sem ser arrastada para os holofotes como a garota mais recente do famoso Mick. Tara jogou o jogo do amor uma vez e perdeu grande, e não pretende se colocar lá novamente, especialmente com um destruidor de corações como Mick. Mas quando Mick coloca sua mente para vencer, nada o parará. E ele tem o jogo perfeito em mente.

Livro 2: A maioria das pessoas jogam pelas regras. Gavin e Liz não são a maioria das pessoas… Ganhar a qualquer preço. Esse sempre o lema da agente de esportes Liz Darnell. Quando ela leva as coisas longe demais e corre o risco de perder seu cliente número-um, o jogador de baseball Gavin Riley, Liz percebe que ela terá que trabalhar rodadas extras para reconquistá-lo. Pode não ser muito de um estiramento. Ela teve uma coisa movendo por ela por este jogador, desde que ela colocou os olhos sobre ele, e pelo que parece, ele a quer da mesma maneira ruim. Gavin está mais do que pronto — especialmente quando Liz está oferecendo a si mesma como parte do negócio. E tanto dela quanto Gavin quiser. Com emoções adicionadas, decide lançar uma bola curva a Liz e ver o quão longe ela está realmente disposta a ir para mantê-lo como um cliente. Mas quando o amor de forma inesperada entra no campo de jogo, nem Liz, nem Gavin estão prontos para a maior mudança do jogo que vão sofrer.

Livro 3: Se você quiser marcar, você tem que entrar no jogo …
A última coisa que Jenna Riley precisava é de mais esportes em sua vida. Enquanto seus irmãos estão fora sendo super estrelas em esportes, ela está presa comandando o bar de esportes da família, gostando ou não. Então, encontra o garanhão do hóquei Tyler Anderson. Tanto quanto Jenna gostaria de ir para os finalmentes com ele, ela jurou que nunca se apaixonaria por um atleta, mesmo tão quente como Ty.
Ty, fica intrigado com a bela dona do bar, e torna-se um frequentador regular. Ele sente que Jenna quer fazer algo mais com sua vida. E quando ganha a confiança dela, a paixão entre eles cresce, assim como a insistência de Ty para Jenna começar a viver por si mesma. Com seu encorajamento, Jenna começa a acreditar nisto, também…
Mas, primeiro, Jenna tem que descobrir o que ela quer, o que precisa, o que ama, se ela tem a paixão e o orgulho para continuar a lutar contra ter isso tudo — inclusive Ty…

A Jaci escreve muito bem e nos sentimos conectados aos personagens. Todos os livros tem muita história e quem não curte tanto as cenas mais hot eles são mais tranquilos. Conclusão como terminar essa série sem desejar um atleta desses para a gente.

Quem não curte muito séries pode ler cada um individualmente sem problemas.

Romance sobrenatural hot vale? Vale muito

Meg Xuemei X – Série War Of The Gods 01 – A Court Of Blood and Void

Eles me chamam de linda. Eles me chamam de monstro. Logo eles me chamarão de Morte.

Como descendente direta do Deus da Morte, Cassandra Saélihn é considerada o monstro mais perigoso de todos os tempos. Sua própria mãe a tranca em uma jaula para proteger o mundo dela. Cass pensou que essa cadeia seria o seu mundo por toda a vida, mas depois quatro guerreiros sensuais e formidáveis – um Lorde Vampiro, Príncipes Faes gêmeos e um Semideus – a encontram. Eles alegam que ela não é um monstro, mas uma arma poderosa.

Os deuses do Olimpo começaram a destruir a Terra como uma vingança e só ela pode os parar e matá-los. Mas Cass tem uma mente própria e não pode ser dita o que fazer, não importa o quanto ela esteja atraída por seus quatro salvadores guerreiros. E para seu desalento, os quatro guerreiros não podem domar a selvagem, astuta e volátil Cass. Mas eles têm um problema maior – sua crescente atração por ela.

Para transformar a mulher que desejam na arma suprema e garantir a sobrevivência da Terra, eles terão que conquistar seu corpo e coração, o que parece ainda mais difícil do que vencer a guerra contra os Deuses atrozes. Mas nada mais motiva esses machos alfa, do que um desafio impossível. E nada transforma Cass, mais do que ser perseguida.

Um romance de fantasia / paranormal, que traz uma mulher forte e seus quatro poderosos companheiros sobrenaturais. Ele contém batalhas brutais, cenas explícitas de amor, linguagem suja, magia, lutas de espadas, deuses gregos, faes sombrios, vampiros, shifters e muitos idiotas.

Não sou a mais louca por romances sobrenaturais. Tive minha época de vampiros e bruxas, mas fazia tempo que não lia eles.

Mas fiquei curiosa com essa história porque amo mulheres fortes e a Cass é forte para c…

Aguentar anos de maus tratos da própria mãe, em um castelo de vampiro e ainda assim quando é libertada tem o instinto de procurar a liberdade não se mantendo presa por aqueles homens que a libertaram. Isso até ela ir descobrindo mais seus poderes e uma atração irresistível por eles.

Nesse primeiro livro me prendeu e terminou dando aquela vontade continuar logo no segundo. Vale a leitura para quem gosta desses temas.

Literatura erótica: uma vez livro o corpo é li(bi)do.

Por mais que muita gente tenha descoberto através de 50 tons de cinza, a literatura erótica não é um gênero recente. Muitos escritores e escritoras quebraram tabus ao lançar em sua época aventuras eróticas antes de E. L. James

“Ela sabia o que era desejo – embora não soubesse que sabia. Era assim: ficava faminta mas não de fome, era um gosto meio doloroso que subia do baixo-ventre e arrepiava o bico dos seios e os braços vazios sem abraço. Tornava-se toda dramática e viver doía.” Clarice Lispector

Conto ou poesia eles sempre fizeram parte do mundo, agora com mais liberdade e reconhecimento. Deixar a imaginação se soltar.

“— Fico impressionada por ficar molhada tão rápido. — Admito a ele. — Quer que eu lhe mostre?
Ele rosna como o Volk que é, então estamos nos beijando novamente, rasgando a roupa um do outro. O tecido cede sob meus dedos, mas não me importo. Se a minha violência o excita, eu lhe darei violência. Eu o quero tão excitado quanto eu.
Quando nossas bocas e nossas línguas se tocam, puxo sua roupa,descendo-a pelos braços e descobrindo seu grande e musculoso peito.Ele está rasgando a minha própria roupa e em algum lugar em nossa excitação, conseguiu abrir a água do chuveiro. Vapor começa a encher o lugar, mas nenhum de nós dá um passo em direção à água. Estamos muito ocupados com a roupa.
— Olhar para o seu grande corpo deixa-me instantaneamente molhada. — Digo-lhe, pressionando minhas coxas mais apertadas,para que possa sentir o delicioso aperto da minha carne molhada. — É interessante que uma reação tão fisiológica possa acontecer tão rapidamente. Meu corpo deve estar muito em sintonia com o seu.
— É mesmo? — Seu sotaque é grosso, um sinal claro, pelo menos para mim, de que gosta das minhas palavras.
— É verdade. — Digo, quando tiro minha calcinha. — Sinta. — Pego sua mão e guio entre as minhas pernas. — Muito molhada, sim?Seus dedos pressionam contra os meus lábios vaginais e em seguida, mergulham entre eles, indo e voltando. Mesmo sua mão parece tão grande que fico ainda mais excitada e quando um dedo traça a abertura para a minha vagina, desço sobre ele, coloco as mãos em volta do pescoço, inclino-me e mordo bem forte seu ombro.Vasily rosna e empurra o dedo dentro de mim, eu o monto,mordendo loucamente em toda a pele que posso encontrar. Cravo os dentes, querendo marcá-lo mais. Acho que gosta das marcas, por isso o deixarei com dezenas delas para ele admirar
— Deve parar. — Ele me diz.
— Não. — Digo e arrasto meus dentes através de sua pele,violentamente.”

Serie Greyford High

LIVRO 1. Último ano. Três garotas. Três caras. Hóquei e rivalidade. Quer dizer garotas e amizades. Velhos amores e novas chances. Mais um ano sendo invisível. Mais um ano para ganhar tudo.

A contagem regressiva começa. O último ano não pode chegar ou terminar rápido o suficiente para Amelia Campbell. Para a menina tímida e nerd, a escola secundária é uma tortura e tudo o que ela quer é que isso acabe. Ter seu coração partido por um garoto popular e mulherengo todos esses anos atrás não ajuda em nada. Nem seu melhor amigo, que ainda tem o hábito de provocá-la impiedosamente. Agora, ela só tem um ano sobrando, um ano para ser invisível antes que possa seguir em frente com sua vida. Derek King não faz drama, mas sua vida é toda sobre o drama, uma vez que Maximillian Sanders pisa em sua cidade, sua escola e na vida de Amelia. Max está sempre por perto e ele a está fazendo sorrir de novo.
Mas o menino que uma vez quebrou seu coração não está pronto para deixá-la ir. Mais velho e mais sábio, Derek não está disposto a deixar alguém tirar o que ele quer, e ele quer Amelia.
Ela está decidida a não acreditar nele e não ter seu coração partido mais uma vez. Ele está determinado a mostrar que ela está errada. Ela diz que o odeia, mas talvez a linha entre o passado e o presente, amor e ódio é mais fina do que ela jamais imaginou.

LIVRO 2. Último ano. Três meninas. Três rapazes. Segredos e mentiras. Demônios do passado e do presente. Antigas inseguranças e novos medos. Mais um ano para fingir. Mais um ano para destruir tudo. A contagem regressiva começa.

Tudo o que Jeanette Sanders queria fazer era fugir do passado e esquecer tudo o que aconteceu. Chegar a Greyford era para ser seu novo começo, uma ardósia limpa. Só parece que o passado dela não quer deixá-la ir. À medida que suas antigas inseguranças começam a voltar com força total e as mentiras crescem mais do que nunca, a única coisa que resta é a esperança de que seu coração partido sobreviva desta vez. Andrew Hill foi traído muitas vezes no passado. Cínico e de coração frio, ele fechou seu coração para sempre e não planeja deixar ninguém entrar novamente. Especialmente mulheres. Mas seu coração não parece se importar e começa a bater mais rápido a cada vez que uma beleza de cabelos negros entra em seu caminho e o coloca em seu lugar. Ele quer o corpo dela, não o coração dela. Ela tenta resistir a ele, mas a força é demais. Eles sabem que estão todos errados um ao outro, mas alguns hábitos são doces demais para desistir.

Li os dois livros sendo que o segundo em menos de 12h porque realmente foi um daqueles que te prende até o final! Super recomendo a leitura dessa série da Anna B. Doe. Tem o que mais gostamos em série de livros com essa temática. Brigas, raivas, inveja, amizade e o surgimento de romance em situações complicadas na adolescência.

A autora também retrata desafios encontrados nessa idade de forma perfeita. Mesmo com abusos de drogas e outras substâncias os livros tem uma leitura leve. Algumas cenas mais calientes completam essas paixões avassaladoras.

No primeiro livro confesso que dá raiva de Derek em muitos pontos e que torce para a Amelia fazer ele sofrer por tudo que deixou ela indiretamente passar. Mas como em todo romance que se preze o amor vence no final.

No segundo livro (era o que eu mais esperava) porque o Andrew é aquele mocinho, não tão mocinho que já foi muito deixado sozinho emocionalmente na infância e a Jeanette escondia um segredo que ela mostrava com os muros erguidos sendo uma rainha do gelo. Não precisa nem dizer que quando os dois se encontram sai faísca né.

Não vou dar spoiler, então paro por aqui antes que saia alguma coisa hahahaha Vale muito a leitura!

Tidelands

O ator brasileiro Marco Pigossi é Dylan Sauge

A ex-presidiária Cal McTeer volta para Orphelin Bay, onde descobre uma conspiração de gerações envolvendo assassinato, drogas e sereias. A série é australiana e foi lançada em dezembro de 2018.

Após sua chegada em Orphelin Bay e a morte de um pescador, uma série de mistérios começam a rondar Cal.

Confesso que comecei a assistir pela curiosidade de ver o Marco Pigossi, mas os mistérios em volta da comunidade de metade sereias me prendeu até o fim. Eu não sou muito fã de histórias de sereias, mas essas com um lado sombrio me cativaram.

Dylan (Pigossi) tem um papel de destaque e a atuação dele não deixa nada a desejar, sem nem contar as imagens daquele tanquinho #ufa

Cal também é uma mulher forte. Aliás é uma série cheia de mulheres fortes, em papeis de destaque e poderosas. Ação e mistérios é o que vocês podem esperar de Tidelands.

Colocar seres místicos em situações mais próximas da realidade, mantendo algumas habilidades, tem a dose certa para a série não cair em mais um clichê das telinhas.

Não falarei mais para não dar spoiler! Vale maratonar!


Mocinho que não sabe o que fazer na cama?

Essa foi inédita para mim nos romances. Já tinha visto mocinhos virgens, mas foi a primeira vez que um que tinha uma fama de pegador mas não fazia mulher nenhuma gozar!

O acontecido foi no livro The player and the pixie – L. H. Cosway e Penny Reid

Mesmo com o começo da relação um tanto desapontador para a Lucy, logo ela trata de mudar essa situação.

Sinopse: Como alguém tão gostoso pode ser tão ruim na cama? Quero dizer, Sean Cassidy é um lixo absoluto. LIXO. Ele é o epítome de andar, falar de falsa publicidade e quero um reembolso! Além disso, ele é um idiota. Então… o que há de errado comigo que não consigo parar de pensar nele?

PIXIE

Lucy Fitzpatrick não gosta de rugby. Como a irmã mais nova do famoso jogador de rúgbi da Irlanda, Lucy parece não conseguir escapar da sombra do campeonato do seu irmão mais velho, ou das frequentes tentativas de sua mãe de micro gerenciar seu futuro. Seu cabelo de arco-íris é como espírito livre quanto a sua busca pela paz interior, mas as expectativas dominantes continuam a derrubá-la. E quando está deprimida, seu pequeno problema compulsivo a coloca em sérios problemas.

PLAYER

Sean Cassidy é um bruto sem coração… ou assim dizem a ele. Com frequência. Por todos. Seus cabelos loiros, olhos azuis e corpo duro fazem as mulheres do mundo babarem de desejo. Como o segundo jogador mais infame do mundo do rugby, ele devia aquecer seu sucesso. Mas Sean nunca se conformou com o segundo lugar, e seus frequentes confrontos com o irmão mais velho de Lucy o deixa indiferente. E quando fica indiferente, seu pequeno problema compulsivo o coloca no colo de Lucy Fitzpatrick.

O PLANO

Sean tem um problema que só Lucy pode resolver. Lucy tem um problema que só Sean pode consertar. A solução parece óbvia: você coça as minhas costas e vou libertá-lo da prisão. Mas quando esse negócio inesperadamente deixa Sean quente e Lucy no precipício da paz interior, eles podem convencer o mundo – e o irmão mais velho de Lucy em particular – que é sério?
De qualquer maneira, tanto o Player quanto a Pixie estão prestes a ensinar um ao outro algumas lições bastante monumentais sobre família, vida, mas o mais importante, amor.

O livro é o segundo da série “Rugby”, mas que dá perfeitamente para ler independente e se desenvolve bem com situações engraçadas e clichês que gostamos tanto! Vale a pena a leitura!